domingo, fevereiro 24, 2008

esse vício ainda me destruiria
vai me matando, hora a hora
dia a dia.
eu to dizendo, não é de agora
esse vicio me adia.

esse vício tirou meu sono
me cansa, me endoidece
esse vício é meu dono
esse vício não me esquece

abstinência, sou dependente
eu vou tremendo, vício ausente.
mata-me vício. termina agora
ou mata-me disso
ou leva-o embora

eu já disse, eu já disse
homem, ilícito: tu é meu vício!

4 comentários:

B disse...

de vicio em vicio é feito o ser humano... a questão não são os vicios mas sim o q c faz com eles.

=)
bjos

Verônica Martinelli disse...

Ah,,,os homens há vício mais singular?!

Palavras sinceras e bem desenhadas!

Beijos:P

Carolina disse...

todo vício é um pouco degradante, né?


mto bom! =)

Fernando disse...

Vício, vício, não há coisa pior... não há coisa melhor...