domingo, dezembro 17, 2006

Repare nela. Viu? Não é feia. Até tem seu charme. Caso lhe interessasse, você repararia como é legal quando, desajeitada, não sabe cruzar as pernas e as deixa bem à mostra. Se, no entanto, ela não tivesse lhe agradado, deixaria sua risada escandalosa ser incômoda aos seus ouvidos. Engraçado o modo como ela contrai os olhos a fim de enxergar, não é? Coitada, é míope. Mas você nem reparou que a descendência dela fica nos olhos. Tudo bem, alguém que a ama reparou, e isso foi suficiente. Ela não liga se alguém despreza suas unhas vermelhas. Já percebeu como tem os pés grandes? Enormes, diria ela. Tem as mãos assim, meio de bruxas daquelas compridas e brancas e sempre com as unhas enormes pintadas, com dedos enfeitados por gigantescos anéis. De bruxa, todavia, nada tem. É, vez ou outra, até altruísta. Beija e abraça muito a quem guarda carinho. Acho que é pra ver se eles nunca desgrudarão do colo dela. Adora colos essa menina. Deita e se espalha em cima de quem quiser mexer no seu cabelo. Um cabelo que tem sempre o mesmo cheiro. Preste atenção que a boca sempre está vermelha. Ela gosta de batom. Ela gosta quando o seu perfume cobre o perfume dela. Porque é quando ela se esquece dela e lembra de você. Você morre de medo de gostar dela. Ou porque ela é muito diferente de você, ou porque ela é exatamente tudo que você mais repudia em si. Não tenha medo de se aproximar, ela não morde, só às vezes. Ela não machuca, só às vezes. Ela mente, isso sim. Mas mente por trás dos óculos e é por trás destes que ela também chora, que é pra não dizer ao mundo que ela morre de medo de tudo.

5 comentários:

Anônimo disse...

eu adoro quando você cruza as pernas e adoro sua risada.

Marcella. disse...

E eu odeio anônimos.

max disse...

Essa filhota deveria um dia escrever livros..... ahhh sim sim!!!
Mão comprida ela tbm? Mas é Mão cheia tbm! vixi vixi .. [=

bjo bjo!

você disse...

*

Thiago Berzoini disse...

Já falei que a moça do texto parece uma mulher sensacional? Dessas que agente fica esperando encontrar, espera,espera...mas que nunca vem?
Surpresa mesmo quando eu soube quem era a moça do texto: a autora.
;)

Beijos.