segunda-feira, outubro 30, 2006

E vai tentando fazer rima...e não sai. E vai tentando dizer o que sente, e não diz. E escuta e repete e cantarola a mesma música. E enjoa. Vai dançando, remexendo, sacudindo, e não libera essa vontade de dar um grito. E GRITA! E não tira essa náusea. E VOMITA palavras e não consegue não ter asco do mundo. E chora, pra ver se essa água salgadinha limpa a alma. E não limpa, só embaça. E amassa, e se enlaça no primeiro corpo que passar, que é pra ver se nesse enlace, tem o passe pra tomar. E engoli, o máximo de saliva que puder, mas não sacia essa sede toda. Que angústia, gira e se vira e atira uma flor no mar. E não chega a Iemanjá, porque ela não atende. Nem sente o murro no céu, pedindo um lugarzinho ao sol. Que problema, não se lembra de como fazer pra esquecer. Esqueceu de como lembrar do desejo que não passa, nem com água nem com cachaça. E se despe, se abraça, fica descalça. Sente o chão. Não, ainda dói o nó na garganta. O grito preso. A boca imunda, espalha nomes feios. Anseios. Como livrar? Nem televisão, nem telefone, nada passa, nada some. E que nome que volta na sua cabeça. Tão princesa, se enfeita e se perfuma, sem saber pra quem se arruma. E dança, sem saber como terminar, e cansa, sem ter onde sentar. Aí entendo que o que mente é a boca bonita. E se atiça pra dizer umas verdades. Maldades, logo assim tão tarde, telefona, e num sopro quase que surdo, como um sussuro, diz, pro mudo ao lado. Calado, eu amo você.

4 comentários:

Anônimo disse...

...

Já vi tudo...
Minha fessora manja muiiiiiiito!!!!
hehe
Bjuuuu Maaaa

Anônimo disse...

Droga...
Não coloquei meu nome!
Mas você sabe que sou eu!!! Maiuizinha! hehe

Helen disse...

Bud ameiiiii o texta q vc fez penando na lala... eu kro um tbbbbb uhahuahua
Lindooo
ta de parabenssss!!!
beijos
AMO VC ^^

Marcella. disse...

só pra constar, minha musa inspiradora foi a Laíza.
=D