sexta-feira, janeiro 12, 2007

...quando você faz a minha carne triste quase feliz...(Zeca Baleiro)


O problema mesmo é o perfume. Eu nem lembro dos olhos bonitos, nem do jeito doce, mas o perfume fica. Bem provável eu não lembraria de você se não o tivesse. Mas o seu abraço deixa o perfume, e o perfume não me deixa mais. E insiste em ficar em mim ainda que venham banhos e chuvas. É nesse momento, que, cansada de me apaixonar por um perfume, eu me lembro dos olhos, que são lindos. E lembro do sorriso, que me obriga a sorrir. E assim lembrando, eu me perco, sem perceber que esqueci do perfume. E o perfume só tinha sido uma grande desculpa pra enganar a mim mesma, e deixar o tempo escorrendo, lembrando de você.

Não vou mais mentir pro acaso.
Nem perder meu tempo explicando
Não trarei no meu rosto pranto,
Nem no meu relógio atraso.
E se eu ficar distante
Não quero saber o tanto que machuca
Vou esconder meu rosto
Toda vez que te parecer maluca.
É que foi, sem que eu pudesse deter.
E assim indo, fiquei perdida
e agora me resumo em pedir
não vai, por favor, fica.

2 comentários:

roeler disse...

liundo
lindo
lindo
xD
amoei
=D
amo vc
nao le isso

ronaldo disse...

Bom.

Muito bom.