quinta-feira, dezembro 24, 2009

Hoje eu não quero comemorar o Natal. Eu não sou a mulher que eu queria ser, não realizei nenhum sonho, não fiz ninguém mais feliz. Não montei a árvore pela primeira vez em duas décadas e não separei uma roupa bonita para essa noite. Hoje, especialmente hoje, eu não quero comemorar o Natal, porque não tem mais vovó e eu não acredito em Papai Noel, nem em Paz e harmonia entre qualquer tipo de pessoa. Pessoas pressupõem desarmonia, desamor, desespero. Ninguém fez questão de entender os meus problemas e eu não perguntei a ninguém se tá tudo bem. Hoje eu não quero comemorar o Natal porque eu não tenho certeza o que é o Natal e nem porque as pessoas mentem amor por uma noite e esquecem todas as outras noites em que amor faz mais falta. Hoje é muito fácil parecer gentil, respeitar as pessoas porque convém atuar como no comercial em que o sorriso é mais clichê que nozes e peru em ceia de Natal. Eu sempre gostei da data capitalista, gostei das tradições idiotas e das pessoas falsamente felizes. Era a minha noite de utopia. Hoje eu não quero comemorar o Natal e justamente por isso eu vou colocar o meu vestido vermelho e verde, vou limpar os olhos inchados e desejar Feliz Natal o mais sincero que eu puder. Hoje eu preciso comemorar o Natal.

3 comentários:

Rfa disse...

e como sempre, perfeito. mais de qlquer forma, um feliz natal sincero pra voce.. eu continuo entrando todos os dias aqui mesmo sabendo que nao tao cedo voce ia escrever algo, e por coincidencia hoje, eu ganhei o meu presente de natal.. ler você!

Geovana disse...

verdade dói. "mentem amor por uma noite e esquecem todas as outras noites em que amor faz mais falta"

e eu tento entender o que as pessoas querem dizer quando desejam "feliz natal".

Fernando J. Pimenta disse...

O Natal pode ser mágico. E o restante do ano também.